terça-feira, 3 de novembro de 2009

Ricardo Andorinho

Ricardo José da Costa Andorinho, nascido a catorze de Novembro de 1976, em Évora, foi um dos maiores andebolistas portugueses da sua geração e um dos melhores extremos esquerdos portugueses de sempre.
Ricardo Andorinho começou a jogar andebol no clube da sua "terra-natal", o Évora Andebol Clube. Em 1994, quase a completar 18 anos, ingressa no Sporting, clube que irá representar durante 10 anos consecutivos e, ao serviço do qual, atinge a consagração máxima como andebolista de eleição e de classe ímpar.

Com a camisola do Sporting, Ricardo Andorinho conquistou um Campeonato Nacional (2000/01), 4 Taças de Portugal (1997/98, 2000/01, 2002/03 e 2003/04) e duas Supertaças (1997/98 e 2001/02). A época de 2000/01 foi uma das melhores, senão mesmo a melhor, da carreira de Ricardo Andorinho, uma vez que o Sporting conquistou a "dobradinha", derrotando, quer no "play-off" do título, quer na final da Taça de Portugal, o seu grande rival, o F.C. Porto. O título de campeão nacional já fugia aos "leões" desde a temporada de 1985/86, portanto, há já 15 anos!

No início da época de 2004/05, Ricardo Andorinho transfere-se para a forte equipa espanhola do Portland San António (de Pamplona), ao serviço do qual conquista uma Liga e uma Supertaça espanholas, chegando, ainda, a uma meia-final e a uma final da "Champions League" (de clubes), na qual conquista a medalha de prata de finalista vencido.
No final da época de 2006/07, Ricardo Andorinho, então prestes a completar 31 anos, anuncia o final de carreira, devido a uma lesão grave no joelho esquerdo que o incapacitava para a prática do andebol. Após ter passado por um longo período de tratamentos, na tentativa de debelar a lesão, e depois de muito ter sofrido, Ricardo Andorinho decidiu colocar um ponto final numa carreira brilhante, na qual obteve imensas vitórias e conquistou inúmeros títulos, quer individuais, quer colectivos.

Ao longo da sua carreira, Ricardo Andorinho conquistou também vários prémios individuais, dos quais se destacam os seguintes: melhor jogador português na categoria de infantis; melhor jogador europeu de cadetes (1994); melhor jogador e melhor marcador em diversos torneios nacionais e internacionais; Prémio Stromp e Prémio Agostinho, ambos atribuídos pelo seu "clube do coração", o Sporting Clube de Portugal.
Em representação dos diversos escalões das selecções nacionais por onde passou (Cadetes, Sub-20 e Selecção A: seniores), Ricardo Andorinho fez mais de 150 jogos por Portugal, tendo estado presente nas principais competições a nível de selecções.
Com efeito, Ricardo Andorinho esteve presente em 4 edições do Campeonato do Mundo (uma em Sub-20: Argentina-1995; 3 em seniores: Japão-1997, França-2001 e Portugal-2003) e em 3 edições do Campeonato da Europa (Croácia-2000, Suécia-2002 e Suíça-2006).
No que diz respeito a principais resultados obtidos por Ricardo Andorinho ao serviço da Selecção Nacional, destacam-se a medalha de prata conquistada no Campeonato da Europa de Cadetes, em 1994 (Israel) e a medalha de bronze conquistada no Campeonato do Mundo de Sub-20, em 1995 (Argentina). Em seniores, o melhor que alcançou foi um 7º lugar no Campeonato da Europa, em 2000 (Croácia) e um 9º lugar no Campeonato da Europa, em 2002 (Suécia).

5 comentários:

Peyroteo disse...

Na minha opinião, o Ricardo Andorinho é somente o melhor e mais completo andebolista português de sempre!!!

Mais uma vez, OBRIGADO Ricardo!!!

Saudações leoninas

sloct disse...

Sem qualquer desprimor para um jogador que até a nível internacional atingiu um nível (bem) acima da média, não foi o melhor jogador português de sempre, isto na minha opinião.
Para mim esse título fica nas mãos do Carlos Resende.

NUNO RAMOS disse...

Concordo consigo amigo Sloct, para mim o Ricardo Andorinho foi 2º melhor que eu vi jogar, sem dúvida alguma que o Carlos Resende foi o Zidane do Andebol Português, reforço, que vi jogar! Comparo o Andorinho ao Figo que tinha grandes rasgos era um criativo, mas não era um pensador como o Resende! O Paulo Faria que é o actual treinador do Sporting também entra no Top 10 de jogadores nacionais!!!

Gonçalo Eusébio disse...

Eh pá desculpem lá mas de andebol também percebo alguma coisa.Para quê comparar o Andorinho com o Carlos Resende? O Andorinho era ponta esquerda e o Resende lateral-esquerdo, foram os melhores que vi jogar nessas posições.Se o Carlos Resende foi escolhido para o 7 ideal do euro-2000, o Andorinho jogou num grande clube de Espanha.O maior feito deste jogador terá sido num jogo em Santander com o Cantabria (o sucessor do poderoso TEKA)em que marcou 16 golos nesse jogo.É bem capaz de ser um record nacional em jogos europeus.

Pedro Rebelo disse...

uma homenagem bastante merecida, um ídolo meu de infância pois jogávamos ambos na mesma posição