segunda-feira, 14 de dezembro de 2009

Litos

Luis Filipe Vieira Carvalha, conhecido, no meio futebolístico, por Litos, nasceu a 6 de Janeiro de 1967, em São João da Madeira, e foi mais um dos extraordinários talentos que saíram da fantástica escola de formação do Sporting.
Com efeito, Litos foi um dos melhores jogadores da sua geração e pode-se, inclusivamente, afirmar que foi, a par de Paulo Futre, um dos grandes futebolistas saídos da excelente "fornada" de jogadores proveniente da equipa de juniores, campeã nacional na época de 1982/83.
Litos era um médio com extraordinárias aptidões técnicas para a prática do futebol, sendo dotado de uma excelente visão de jogo e de uma qualidade de passe fantástica. Litos chegou mesmo a ser apelidado de "O Platini Português", dadas as semelhanças que tinha com o fantástico jogador francês, relativamente à técnica aprimorada que possuía, a qual lhe permitia colocar a bola onde queria, a curta ou a longa distância.
Litos, então com apenas 17 anos, ingressou no plantel sénior do Sporting, no início da época de 1984/85, tendo-se estreado, na equipa principal leonina, logo na 1ª jornada do campeonato, a 26 de Agosto de 1984, no Estádio José Alvalade, diante do Vitória Sport Clube (Guimarães), num jogo em que os "leões" venceram a equipa vimaranense por 3-0.
Litos jogou em Alvalade durante 8 temporadas, mais concretamente, entre 1984/85 e 1991/92. Ao longo destas 8 temporadas de "leão ao peito", Litos realizou um total de 194 jogos, tendo marcado 19 golos e dado muitos mais a marcar, com assistências, cruzamentos e passes fabulosos a desmarcar os avançados leoninos.
Ao serviço do Sporting, Litos apenas conquistou uma Supertaça "Cândido de Oliveira" na época de 1987/88 (vitória diante do Benfica nos 2 jogos: 3-0 na Luz e 1-0 em Alvalade), não conseguindo repetir o título de campeão nacional, pelos seniores, que tinha alcançado enquanto júnior.
Como momentos altos da permanência de Litos em Alvalade, há a destacar a sua presença na equipa titular leonina que venceu, a 14 de Dezembro de 1986, o Benfica por 7-1, faz hoje precisamente 23 anos! Litos contribuiu, igualmente, para a excelente campanha europeia efectuada pelo Sporting na época de 1990/91, na qual chegou às meias-finais da Taça UEFA.
Após ter sido internacional em todos os escalões das selecções nacionais jovens, Litos chegou à Selecção Nacional A, a qual representou em duas ocasiões.
À semelhança daquilo que já se disse relativamente a outros grandes jogadores portugueses que se formaram no Sporting, também sobre Litos pode-se afirmar que passou ao lado de uma grande carreira, pois, dadas as suas fantásticas qualidades, esperava-se que tivesse atingido uma maior projecção e brilhantismo que, aliás, o início fulgurante da sua carreira fazia prever, talvez até a um nível semelhante daquele que, por exemplo, Paulo Futre veio a atingir.
Assim, não tendo alcançado voos mais altos e um patamar exibicional mais elevado, Litos acabou, mesmo assim, por ter, com a camisola do Sporting, uma carreira bonita, embora não haja dúvidas que as altas expectativas iniciais saíram de certa forma defraudadas.
Mas também é igualmente verdade que Litos se estreou muito novo na equipa sénior do Sporting e sobre si recaíram, desde logo, grandes responsabilidades, exigindo-se talvez demasiado de um jovem que tinha acabado de chegar, com apenas 17 anos, a uma realidade profissional e a um nível de exigência completamente diferente daquele a que estava habituado no escalão júnior. No fundo, Litos acabou também por ser uma das vítimas dos maus resultados e da instabilidade vivida pelo Sporting durante aquelas épocas, criando-se demasiada pressão, exigência e responsabilidade sobre os jogadores formados na "casa", os quais deveriam ter sido mais apoiados e acarinhados.

3 comentários:

WorldUltra disse...

http://worldultra1993.blogspot.com/

Joao Dinis disse...

Outro grande Jogador que passou ao lado de uma grande carreira! Para os mais esquecidos, Litos ainda chegou a ser assediado pelo FC Porto, mas Joao Rocha ofereceu-lhe um automóvel...estampou-se e nunca mais foi o que era...
Gostava de o ver como técnico no Sporting, adjunto, dos Juniores ou outra coisa qq, deste que estivesse presente e transmitisse a mistica do nosso clube, coisaa que falta hoje em dia! Acredito em Sá Pinto, mas necessitamos ainda mais...talvez de um Oceano, Carlos Xavier, Litos..desses jogadores!
Questiono pq que Paulo Futre, quando sabia de ante-mão que lhe era impossivel chegar à presidência (por falta de apoios) se assumiu por vezes como candidato! Os verdadeiros Sportinguistas vêm-se nos momentos em que fazem falta e Paulo Futre agora não aparece a dizer "Presente"!!!!????

Dingo disse...

Paulo Futre, quanto mais longe estiver do Sporting, melhor!