quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

Niculae

Marius Constantin Niculae, nascido a 16 de Maio de 1981, em Bucareste, na Roménia, foi um avançado e internacional romeno de grande qualidade e talento que jogou no Sporting durante 4 temporadas, mais concretamente, nas épocas de 2001/02, 2002/03, 2003/04 e 2004/05.
Niculae chegou a Alvalade ainda jovem, com apenas 20 anos, na companhia do recém-contratado treinador romeno Laszlo Boloni, que conhecia bem o valor do jovem avançado romeno e que, por isso, o tinha recomendado ao Sporting.
E de facto, a estreia de Niculae com a camisola do Sporting não podia ter sido mais auspiciosa, já que o avançado romeno realizou uma excelente exibição como ponta de lança e foi, inclusivamente, o autor do golo solitário com que os "leões" venceram o F.C. Porto, no jogo da 1ª jornada do campeonato, realizado no Estádio José Alvalade, a 12 de Agosto de 2001.
Niculae era um avançado alto e forte, que jogava, com igual à vontade, quer dentro da área, quer fora dela, sendo dotado de uma excelente técnica individual, bom cabeceador e com um remate fácil com ambos os pés, embora tivesse um remate mais forte e colocado com o pé esquerdo.
O avançado romeno convenceu logo os adeptos e sócios sportinguistas e estava, na verdade, a realizar uma excelente temporada, já com 10 golos apontados, quando se lesionou, pela primeira vez, com gravidade, em Dezembro de 2001, ficando, desde logo, com a época perdida.
Com efeito, em matéria de lesões, Niculae foi sempre um jogador azarado, havendo a registar, da sua passagem pelo Sporting, esse aspecto negativo e infeliz, que marcou e condicionou a regularidade e qualidade das suas exibições ao serviço dos "leões". Em Setembro de 2004, logo no início de uma nova temporada, Niculae volta a sofrer outra lesão que o afasta novamente dos relvados por um longo período, reaparecendo apenas já na parte final da época.
Ao longo das 4 temporadas em que esteve ao serviço do Sporting, Niculae realizou apenas 71 jogos (média fraca de cerca de 18 jogos por época), tendo marcado 19 golos. De "leão" ao peito, Niculae alcançou a "dobradinha" (campeonato e taça) logo na sua primeira época em Alvalade, juntando-lhe a conquista da Supertaça "Cândido de Oliveira" na temporada seguinte. Niculae foi ainda finalista vencido da Taça UEFA, na época de 2004/05, tendo sido mais um a dar o seu contributo para a chegada do Sporting à final da competição, embora perdendo o jogo decisivo diante do CSKA de Moscovo, por 3-1.
No final dessa temporada, com apenas 24 anos, Niculae abandonou o Sporting, bastante saturado e castigado pelas constantes lesões que o perseguiram durante a sua permanência em Alvalade e que não o deixaram render tudo aquilo que estava ao seu alcance.
Na verdade, estamos em crer que, se não fossem as malditas lesões sofridas por Niculae, este teria certamente atingido uma maior projecção e notoriedade e, muito provavelmente, teria proporcionado muitas mais alegrias aos sportinguistas, dadas as enormes qualidades futebolísticas que o avançado romeno possuía.

8 comentários:

Joao Dinis disse...

Um grande jogador, sem duvida, que passou ao lado de uma grande carreira! Não fora as lesões...
Nicolae, Jardel e João Pinto faziam relembrar a outra tripla de avançados do anos 80: Jordão, Manuel Fernandes e Oliveira.

Cantinho do Morais disse...

Foi o sarrafeiro do Setúbal, de seu nome Ivo, homem que o lesionou. Uma falta de grande violência e gravidade que não fui punida nem disciplinarmente (cartão vermelho) nem técnicamente (penalty). Um hábito...

Na época seguinte foi para o Boavista, juntando-se a um habitat que era seu por afinidade, a selva dos serrafeiros.

Grande Niculae, deixou saudades (o da 1ª época).

Destaco mais 2 golos de leão ao peito:
- o golo ao Milan, em Alvalade
- o 1º golo do Sporting no grande jogo com o Newcastle.

RFM disse...

o 1º golo do Sporting no grande jogo com o Newcastle

Como eu me lembro...ia morrendo nesse dia de emoção a ver esse jogo. PUXA.

Grande jogador,Gostei sempre muito dele e achei-o um grande profissional muito disciplinado.

Mas o nosso departamento médico do clube acho-o uma desgraça...logo...
olhem o Sá Pinto se não se dispos a ir tratar-se na Alemanha nunca mais tinha jogado.

Rodrigues disse...

Podia efectivamente ter sido um enorme jogador não fossem as graves lesões. Aquele tridente João Pinto-Niculae-Jardel foi do melhor que houve no Sporting na última vintena de anos e foi lastimável que durasse tão pouco tempo.
O jogador do Vitória em causa chamava-se Ito e não Ivo.

Hugo Malcato disse...

Cantinho do Morais,

O jogador do Setúbal (então treinado pelo JJ) chamava-se ICO e não Ivo ;) Naquele jogo com o célebre golo do Jardel já perto do final.

De Niculae, recordo-me especialmente de uns 4 golos:

- O primeiro pelo Sporting, quando acabado de chegar a Rio Maior, faz o quarto golo do SCP num amigável contra a Académica.

- O golo na primeira jornada 2001/2002 contra o Porto após excelente jogada do JVP

- Em Alvalade contra o Milan, aquele fantástico remate de fora da área

- O golo contra o Newcastle

Cantinho do Morais disse...

"Mea culpa"

É mesmo Ico. Obrigado.

Axadrezado disse...

Cantinho do Morais curiosamente o homem que acabou com a carreira do Pedrosa chama-se Fabio Rochemback...e nem era do clube dos sarrafeiros...

Cantinho do Morais disse...

Acabou com a carreira do Pedrosa? Bem carreira é algo de bom ou positivo que se fez numa profissão, não? Não estou a ver onde é que isso está relacionado com o Pedrosa...
Depois lá pelo Rochemback ter jogado no Sporting, não sou tapado o suficiente para considerá-lo um modelo de virtudes.

Por fim, peço desculpa por ter mencionado o clube Boavista como espaço de sarrafeiros (embora estivesse só a mencionar o legado de "Jaime Pacheco"). Mas o que é quer? Jogadores como Petit, Paulo Sousa, Caetano, Martelinho, Ávalos, Litos, Ico, Bobó, Rui Óscar, Pedro Emanuel, Mário Silva, Paulo Turra, não sei porquê, relacionei-os como sendo sarrafeiros... Quem mais têm em comum?