quarta-feira, 28 de abril de 2010

João Morais (1935-2010): "Herói" de Antuérpia-64 e "Magriço" de Inglaterra-66.


Faleceu ontem, dia 27 de Abril de 2010, aos 75 anos, João Morais, uma das glórias leoninas da década de 60, que ficou imortalizado na História do Sporting pelo célebre "Cantinho do Morais". Na sequência deste famoso lance e do respectivo golo (canto directo apontado do lado esquerdo por Morais), o Sporting venceria a equipa húngara do MTK e conquistava a Taça das Taças de 1963-64, após uma finalíssima realizada em Antuérpia, a 15 de Maio de 1964.
Equipa que disputou a finalíssima da Taça das Taças, em Antuérpia.
Morais jogou a extremo esquerdo e é o 5º jogador em baixo a contar da esquerda.

O Armazém Leonino já publicou, há algum tempo, uma breve biografia de Morais (ver postagem de 16 de Novembro de 2009).
Caricatura da equipa de 1963-64 da autoria de Francisco Zambujal.
Morais é o 5º jogador em baixo a contar da esquerda.

Hoje, mais importante do que escrever sobre a carreira de Morais (no Sporting e na Selecção Nacional), é homenagear e prestar um enorme tributo ao Homem e ao Atleta, deixando, para a posteridade, algumas imagens que valem mais do que "mil palavras" e simbolizam, na perfeição, alguns dos momentos mais marcantes da vida desportiva de João Morais.

Equipa exibindo a Taça das Taças, no Estádio José Alvalade.
Morais é o 5º jogador em baixo a contar da esquerda.

Com a camisola do Sporting e de "leão ao peito", Morais foi o "Herói de Antuérpia", decisivo na conquista da Taça das Taças em 1964.

Morais, em pleno balneário, bebendo, pela própria Taça, o "champanhe da vitória".

Com a camisola da selecção das "quinas", Morais foi um dos gloriosos "magriços" que esteve presente no Campeonato do Mundo de Inglaterra (com 3 jogos efectuados), no qual Portugal conquistou um brilhante 3º lugar em 1966.

Equipa de Portugal que disputou o 1º jogo da campanha do
"Mundial" de Inglaterra-66, frente à Hungria (vitória dos "magriços" por 3-1).
Morais jogou a defesa direito e é o 2º jogador em cima a contar da esquerda.

O Armazém Leonino curva-se respeitosamente perante a memória de João Morais e apresenta à sua família e ao Sporting as mais sentidas condolências. Descansa em paz, campeão!
O "magriço" Morais (10 vezes internacional A).

11 comentários:

CARLOS disse...

OS MEUS SENTIMENTOS E OBRIGADO POR TUDO AQUILO QUE FIZESTE POR UMA DAS MAIORES PAIXÕES DA MINHA VIDA E QUE SE CHAMA SPORTING CLUBE PORTUGAL. ATÉ SEMPRE MORAIS.

Dingo disse...

Morais, obrigado por todos os grandes momentos em que estiveste envolvido, principalmente esse aos 19 minutes de jogo no dia 15 de Maio de 1964, em Antuérpia.

Condolências à familia enlutada e a todas aquelas pessoas a ti chegadas.

Paz à sua Alma.

RFM disse...

Ficamos tristes e mais pobres. Paz à sua alma.
Obrigado João.Nunca vais ser esquecido

Amigo do Sloct disse...

Paz á sua alma.
A Fama num vulgar suplente.
Muito conhecido pelo canto acidental que marcou e pela cacetada que arrumou o rei Pelé.

Hugo Miguel Beirão disse...

O Manuel Machado disse ao outro que um cretino era sempre um cretino. O mesmo digo eu agora ao autor do comentário anterior. Um tipo que escreve aquilo no momento do passamento da pessoa a quem se refere, não é amigo de ninguém. É um puro cretino!

JEB FOREVER disse...

Um cretino era sempre um cretino,logo um caceteiro será sempre um caceteiro.

O Anti cretino disse...

Pois é meu caro, JEB FOREVER, meu credtino! Que nas Antas te façam a folha e deus queira que quando TU e os fãs do Eusebio (o génio quando as bolas eram quadradas) falecerem não te deixem mensagem destas....

Morais, serás sempre recordado em Alvalade!

Anónimo disse...

Mais uns nojentos cretinos que aqui vieram fazer uma visita. Tinha de ser gentalha desta.
Façam o favor de ir lavar as mãos depois do que escreveram aqui.
Canalhecas.

Anónimo disse...

Sou muito novo para ter assistido ao Morais jogar pelo nosso Sporting, mas pelo que o meu falecido pai me contava, João Morais era um verdadeiro campeão quer como jogador, quer como Homem, quer como sportinguista, por isso a sua partida é uma grande perda para a sua família, para toda a família sportinguista e para o futebol português. Mas ficará para sempre a emoção de ouvir no estádio o relato do seu famoso "cantinho". adeus campeão! Os VERDADEIROS sportinguistas JAMAIS te esquecerão!!!

Primo do sloct disse...

Bola quadrada isso sim,na altura dos toscos Peyroteos em que eram o clube do regime e pistoleiros a entrarem nas cabines dos árbitros.

Rui Moura disse...

Homenagem de tirar o fôlego.

Abraços Leoninos e Gloriosos!