segunda-feira, 22 de julho de 2013

Sporting conquista o 1º troféu da época (2013/14): a 30ª Taça de Honra (AFL) da sua História.

 
O Sporting conquistou ontem, dia 21 de Julho, diga-se de forma justa e brilhante, o 1º troféu da época 2013/14, mais concretamente, a 65ª edição da Taça de Honra da AFL, competição quase centenária, cuja 1ª edição se realizou em 1914, tendo tido também o Sporting como vencedor.
Ao longo dos anos a prova foi sofrendo várias interrupções, a última das quais em 1993, ano em que teve o Belenenses como clube vencedor. Após um longo interregno de 20 anos, eis que esta época a Taça de Honra regressa ao panorama futebolístico nacional, por iniciativa do seu organizador, a Associação de Futebol de Lisboa.
O Sporting é o clube com mais vitórias nesta competição, tendo conquistado ontem a 30ª Taça de Honra da sua História, encontrando-se a uma grande distância dos restantes clubes que também já venceram a prova: Benfica (19 vitórias), Belenenses (12 vitórias), Vitória Futebol Clube (duas vitórias), Casa Pia (uma vitória) e Império (clube já extinto; uma vitória). A última conquista deste troféu pelo Sporting remontava à já longínqua época de 1991/92.
 
Os jovens e bravos "leões" erguem o tão ambicionado troféu.
 
Tradicionalmente, a Taça de Honra reúne os 4 clubes de Lisboa melhor classificados no Campeonato Nacional da época anterior, tendo este ano a competição sido disputada entre o Benfica (2º classificado), o Estoril (5º classificado), o Sporting (7º classificado) e o Belenenses recém-regressado ao escalão maior do futebol português. O local escolhido pela organização para a realização da competição foi o Estádio António Coimbra da Mota, campo de jogos do Estoril. Os dois primeiros jogos apuraram os finalistas da prova. Coube em sorte ao Sporting defrontar o Benfica e ao Estoril defrontar o Belenenses. O Sporting e o Estoril garantiram o acesso à final, a disputar no dia seguinte, ao derrotarem os seus adversários, respetivamente, por 2-1 e 3-0.
Na final realizada ontem à noite, o Sporting acabou por ser mais feliz, derrotando o Estoril na marcação de grandes penalidades (7-6), após se ter registado um empate (3-3) no final do tempo regulamentar. Diga-se em abono da verdade que se assistiu a um grande jogo de futebol e a um belo espetáculo de propaganda da modalidade. Só a assistência é que ficou aquém do esperado, pois o jogo da final merecia ter sido presenciado por uma moldura humana condizente com o excelente futebol praticado pelas duas equipas.
Aliás, quem não teve oportunidade ou não quis ver este jogo, ao vivo ou pela televisão, não sabe o que perdeu, pois assistiu-se, de facto, a um grande espetáculo de futebol, bem jogado, com ritmo, intensidade, emoção e incerteza no resultado, do primeiro ao último minuto da partida. O Sporting adiantou-se cedo no marcador, mas o Estoril reagiu bem, marcando 2 golos quase de seguida, perto da meia hora de jogo. No início da 2ª parte, o Estoril dilatou a vantagem para 3-1 e pensava-se que o Sporting já não conseguiria recuperar desta desvantagem de 2 golos. Mas, à entrada do último quarto de hora, assistiu-se a uma surpreendente e notável reação da jovem equipa leonina, que ainda teve forças, arte e engenho para marcar 2 golos, empatando a partida e levando a decisão da final para os pontapés da marca de grande penalidade. Aí o Sporting foi mais eficaz e mais feliz. Mas a sorte também se procura e os jovens jogadores leoninos fizeram tudo para merecê-la, deixando uma marca de muita qualidade e talento ao longo da competição.
 
Os festejos efusivos e a consagração justa de uma jovem e brilhante equipa.
 
Apesar do Sporting se ter feito representar pela sua equipa B, esta esteve perfeitamente à altura das responsabilidades e exigências, tendo até superado as melhores expectativas.
Com efeito, esta jovem equipa mostrou um grande entrosamento entre os vários setores, um modelo de jogo bem assimilado, adulto e competitivo, uma grande atitude em campo, feita de raça, querer e união entre todos os jogadores, para além de ter revelado um conjunto de jovens jogadores de enorme potencial técnico, tático, físico, com forte mentalidade e estofo competitivos e, consequentemente, com elevada margem de progressão no futuro.
A escola de formação do Sporting está, pois, de parabéns, pois continua a formar jogadores de grande categoria, os quais, a curto prazo, poderão ingressar no plantel principal do Sporting, acrescentando a este muita qualidade e juventude e, sobretudo, um leque alargado de opções válidas para várias posições dentro do campo. Na verdade, há jogadores que estão na forja para poderem entrar já nesta época no plantel principal leonino: Nuno Reis, Fokobo, Ricardo Esgaio, João Mário, Betinho e Iuri Medeiros (a grande revelação da prova).
Esperamos e desejamos que este troféu tão brilhantemente conquistado pela equipa B leonina sirva de inspiração e de motivação para vitórias e conquistas futuras por parte da equipa principal, nomeadamente, nas restantes competições da temporada: Campeonato Nacional, Taça de Portugal e Taça da Liga.
Existem razões para acreditar que com o atual plantel, rico em quantidade e qualidade, quer de jogadores jovens, quer de jogadores mais experientes, e sob a orientação técnica do ambicioso treinador Leonardo Jardim, já com provas dadas do seu valor, o Sporting pode lutar por todas as provas em que vai estar envolvido durante a temporada que se avizinha.
 
 
 

4 comentários:

Hugo Guedes disse...

E esperemos que este troféu e as recentes exibições do Sporting sejam um bom presságio para a época desportiva que se avizinha :D
Para apostar na betclic só podia estar confiante de que será um campeonato diferente... Vamos equipa!

Bruno Paiva disse...

Ao Alexandre, que escreveu o post acima, só gostaria de lhe perguntar quem ganhou a 6° edição da Taça de Honra ?

E se possível em que época é que se realizou e quem foi o vencedor e o vencido !!

Obrigado

ALEXANDRE disse...

A 6ª edição da Taça de Honra foi ganha pelo Casa Pia na época de 1920/21. Se quiser, pode consultar todas as estatísticas referentes a esta competição no próprio site da Associação de Futebol de Lisboa.
Cumprimentos e saudações leoninas!

Bruno Paiva disse...

O pior disso tudo é que em 1920/1921 não se realizou nenhuma edição da Taça de Honra. A Casa Pia ganhou o campeonato regional de Lisboa e por isso é que a AFL atribui-lhe, mal, a conquista da Taça de Honra da 1° Divisão.

Isto não sou eu que o digo mas sim a própria Casa Pia:
http://www.casapia-ac.pt/Palmares.pdf

A única menção de conquista da Casa Pia na Taça de Honra foi em 1968/69 mas para clubes da III Divisão Nacional, em que o treinador era José do Carmo.

E ainda digo mais, como esse ano não se disputou (desconheço a razão, da mesma maneira que em 1918/19 também não se havia disputado) a 6 edição acabou por se realizar na época de 1921/22, que de acordo com a AFL foi ganha pelo Sporting.


Vejamos o que dizem os jornais da altura:

http://2.bp.blogspot.com/-K0xgpTYBy8o/UeveP-YJGHI/AAAAAAAAJl0/SAImNP7oIG4/s1600/fotografia.JPG

Em Maio de 1922, o Sport Lisboa e Benfica ganha a Taça de Honra ? E logo contra o Vitória por 3-1 ?? (Nessa altura Setúbal pertencia ao distrito de Lisboa)

Não pode ser, então se na AFL dizia que era o Sporting!!! Vejamos o que aconteceu verdadeiramente ao Sporting nessa edição da Taça de Honra de Lisboa:

http://4.bp.blogspot.com/-3qAqE8ezSjc/UeyPT5b0zjI/AAAAAAAAJnU/TkYdZmHzY7c/s1600/fotografia00.JPG

Olha jogou a meia-final contra o Sport Lisboa e Benfica nesse mesmo mês de Maio de 1922 e perdeu, sendo o Benfica a jogar a Final uns dias depois.


Enfim a AFL nem mentir sabe...
Passo a explicar durante as temporadas de 1920–21 e 1946–47 foi indexado a conquista do campeonato regional à conquista da Taça de Honra.

Não se jogou a taça de honra, então damos a vitória a quem ganhou o campeonato regional (pode conferir isto à vontade) ou mesmo que se tenha disputado, azar quem ganhou perde o trofeu e damo-lo ao vencedor do campeonato regional :)

Vejamos o que diz o record sobre isso:

http://2.bp.blogspot.com/-KLpfA7ZBvHw/Ue9DEMp0tpI/AAAAAAAAJqs/g7xo7Tx76fA/s1600/Rec+ter.jpg

Tal como eu pensava, o Sporting tem apenas 12 taças e o Benfica tem 18


Ainda bem que ficámos esclarecidos

Cumprimentos