quarta-feira, 11 de novembro de 2009

Vaz


António Lopes Vaz, nascido a 11 de Setembro de 1945, em Penalva do Castelo, foi um dos bons guarda-redes portugueses da década de 70 e início da década de 80, tendo representado o Sporting durante duas temporadas.
Com efeito, Vaz jogou no Sporting nas épocas de 1979/80 e 1980/81, tendo sido campeão nacional na sua 1ª época em Alvalade. Quando chegou ao Sporting, no início da temporada de 1979/80, vindo do Académico de Viseu, Vaz contava já 34 anos e era, na verdade, um guarda-redes bastante experiente que se tinha já notabilizado ao serviço do Vitória Futebol Clube (Setúbal).
Como o Sporting tinha acabado de perder o seu guarda-redes titular, Botelho, que ingressara no Benfica, necessitava de um substituto de qualidade e com experiência que viesse colmatar a saída do anterior titular da baliza. Foi nesse contexto, que o clube de Alvalade contratou Vaz ao Académico de Viseu e, ainda, Fidalgo ao Benfica.
Com a camisola do Sporting, Vaz realizou um total de 50 jogos, tendo efectuado 22 na 1ª época e 28 na 2ª. Na sua 1ª temporada ao serviço dos "leões", Vaz alternou a titularidade da baliza com o seu companheiro de equipa, Fidalgo. Na 2ª temporada, Vaz afirmou-se definitivamente como titular indiscutível da baliza dos "leões".
Apesar de ser já um guarda-redes "veterano" quando chegou a Alvalade, Vaz acabou por realizar duas épocas regulares e satisfatórias ao serviço dos "leões", cumprindo com as exigências de guarda-redes titular de um dos "grandes" do futebol português. Embora não tenha realizado, propriamente, grandes exibições na baliza do Sporting, Vaz não desiludiu aqueles que apostaram na sua contratação e não defraudou as expectativas criadas em torno de si. Vaz não era um guarda-redes de estilo espectacular e que desse especialmente nas vistas, mas era sóbrio, discreto, frio, corajoso e eficaz, valendo-se, sobretudo, da sua enorme experiência.
Vaz estreou-se na equipa principal do Sporting, a 12 de Setembro de 1979, precisamente no dia seguinte a completar 34 anos, em jogo a contar para a 1ª jornada do campeonato nacional, realizado no Estádio José Alvalade, frente ao Estoril, com vitória dos "leões" por 2-0. O último jogo de Vaz de "leão ao peito" ocorreu a 24 de Maio de 1981, no Estádio da Medideira, em jogo a contar para a 29ª e penúltima jornada do campeonato, tendo o Sporting sido derrotado pelo Amora por 3-0.
Após a saída de Vaz, o Sporting enveredou pela contratação de um guarda-redes estrangeiro, no caso, o internacional húngaro Ferenc Meszaros, que tantas saudades iria deixar em Alvalade até hoje.

6 comentários:

Le disse...

Atenção, malta. O Vaz jogou, de facto, vários anos no Vitória de Setúbal, mas foi do Académico de Viseu para o Sporting.

Saudações leoninas!

Leão76 disse...

Outra correcção: O Meszaros não foi o primeiro guarda-redes estrangeiro do Sporting. Nos anos 1930 um brasileiro chamado Jaguaré passou pelo clube, tal como Aníbal, também brasileiro, nos anos 1960. Ambos pouco jogaram.
Abraço

sloct disse...

Realmente foi do Ac. Viseu que o Vaz veio para Alvalade. E antes de ir para o Setúbal foi do Porto.

Dingo disse...

E também me parece que passou pelo menos um guarda-redes estrangeiro pelo Sporting nos primeiros tempos do Clube. Acho que o seu nome era Maurice. Também havia um jogador de nome Svhobel que me parece que jogava em diferentes posições, incluindo a de guarda-redes.

Talvez alguém possa clarificar!

Dingo disse...

Atenção, o Jaguaré pouco jogou no Sporting. Contudo, o Aníbal 'Saraiva' foi titular a quase-tempo-inteiro nesse Sporting de Seminário, Diego, Fernando 'Puglia', Figueiredo, Hilário, Lino, Morais, etc. Foi em 1960-61.

Havia também o guarda-redes 'semi'-estrangeiro, filho do Carlos Gomes. Também, um filho do treinador Szabo passou pelo Sporting; creio que era guarda-redes, mas penso nunca ter feito jogos oficiais.

ogirdoR disse...

É um dos "mágicos" jogadores já que actuou nos melhores clubes deste país: Académico de Viseu e Sporting!