quarta-feira, 7 de abril de 2010

Vagner

Vagner Canotilho, nascido a 29 de Março de 1945, foi um dos bons futebolistas brasileiros que passaram pelo Sporting durante a 1ª metade da década de 70, tendo representado o clube de Alvalade ao longo de 4 épocas, mais concretamente, entre 1971/72 e 1974/75.
Vagner ingressou no Sporting com 26 anos, no início da temporada de 1971/72, tendo-se estreado, de "leão ao peito", a 15 de Setembro de 1971, no Estádio José Alvalade, em jogo referente à 1ª mão da 1ª eliminatória da Taça das Taças, no qual o Sporting venceu o Lyn Oslo (Noruega), por 4-0.
Vagner era um médio polivalente que se adaptava facilmente a qualquer posição no meio campo leonino. Com efeito, este médio brasileiro era um jogador bastante versátil, dotado de uma boa técnica individual e de uma grande visão de jogo, destacando-se, ainda, pela sua forte capacidade de liderança em campo, característica esta que o conduziu, inclusivamente, a capitão do Sporting.
Durante as 4 épocas em que vestiu a camisola leonina, Vagner realizou um total de 118 jogos (média de cerca de 30 jogos por época), tendo marcado 8 golos. Na sua 1ª temporada de "leão ao peito", Vagner não se conseguiu afirmar como titular na equipa leonina, efectuando apenas 16 jogos. Porém, nas 3 épocas seguintes, foi um dos jogadores mais utilizados do plantel leonino, assumindo-se como titular indiscutível do meio campo dos "leões".
Ao serviço do Sporting, Vagner sagrou-se Campeão Nacional na época de 1973/74, tendo conquistado duas Taças de Portugal consecutivas, nas épocas de 1972/73 e 1973/74. Foi, ainda, finalista vencido desta prova na temporada de 1971/72.
No final da época de 1974/75, com 30 anos, Vagner abandonou o Sporting, deixando imensas saudades nos sócios e adeptos sportinguistas, que se habituaram, ao longo daquelas 4 temporadas, a admirar as qualidades futebolísticas e humanas deste excelente centrocampista brasileiro, um dos melhores, na sua posição, que passaram pelo Sporting.

6 comentários:

Vtitor Ferreira disse...

e foi para o vit.setubal

Júlio Barny disse...

e veio donde??? e quantas partidas jogou??
Os vossos posts de carreiras de jogadores IMPORTANTES no SCP são muito rudimentares..

ALEXANDRE disse...

Desculpe, mas não precisa de falar desse modo tão agressivo e tão pouco educado. Se tivesse lido a postagem com atenção teria visto lá indicada o número total de partidas disputadas por Vagner, que foram 118!
Por acaso, desconheço de que clube do Brasil é que o Vagner veio, mas se o senhor souber, ficaria-lhe muito agradecido pela informação.
E já agora, desculpe que lhe diga, mas a postagem não é assim tão rudimentar como o senhor afirma. Criticar e dizer mal do trabalho sério e dedicado dos outros é fácil, fazer é que é mais difícil! Convido-o a visitar em pormenor o Armazém Leonino e se for honesto e estiver de boa fé, terá que reconhecer que tem qualidade.
De qualquer forma, não somos perfeitos e também cometemos erros e falhas como qualquer ser humano. Estamos abertos e disponíveis para aceitar críticas construtivas e bem educadas. Se o senhor quiser e souber, pode também contribuir com os seus conhecimentos para tornar as postagens menos rudimentares!
Cumprimentos, Alexandre Ribeiro.

Gonçalo Eusébio disse...

Tem toda a razão no que diz Alexandre.De facto já vi que muita gente tem interesse em obter informação estatística sobre o futebol português e que os órgãos oficiais descuraram completamente, mas realmente custa mais avançar do que ficar à espera que as coisas apareçam feitas quando há tanto por fazer nesse aspecto.Eu tenho um blog desse género e sei bem o trabalho que tem sido consultar as fontes para ser o mais rigoroso possível,sendo que por vezes é mesmo impossível saber mais do que aquilo que queremos.

Um abraço
Gonçalo

josé pacheco disse...

sou um velho na idade e novo nos computadores, obrigado alexandre por este trabalho.como o julio á muitos,só destruir.

João Celorico disse...

Se a minha memória não me atraiçoa, ele veio do Vitória de Setúbal. Eles deixaram sair o Tomé numa época e o Wagner na seguinte. Se tornou ao Setúbal, não recordo. Será que não jogou no Leixões?

Saudações leoninas,
João Celorico