sábado, 16 de abril de 2011

F.C. Porto - 1 / Sporting - 0 (1983-1984)


A propósito de mais um clássico do futebol português que vai opor, este domingo (dia 17 de Abril), o F.C. Porto ao Sporting (o 77º confronto, a contar para o Campeonato Nacional), o Armazém Leonino recorda hoje um F.C. Porto-Sporting da década de 80, mais concretamente referente à época de 1983/84.
A 15 de Outubro de 1983, no Estádio das Antas, o F.C. Porto defrontou o Sporting em jogo a contar para a 7ª jornada do campeonato nacional. O jogo terminou com a vitória dos portistas pela margem mínima (1-0) graças a um golo solitário apontado por Gomes, aos 72 minutos. Foi, na verdade, uma vitória "arrancada a ferros", pois a equipa leonina bateu-se com muita garra e bravura, vendendo cara a derrota.
Na jornada anterior, os "leões" haviam sido derrotados, em Guimarães, pelo Vitória local, também pela diferença de um golo (2-1) e na sua edição de sábado (14 de Outubro), véspera do clássico das Antas, o Jornal "A Bola" publicava a habitual e indispensável caricatura de Francisco Zambujal de antevisão e lançamento do grande jogo da jornada.

Na excelente caricatura do grande Mestre, podemos identificar o treinador leonino de então, o checoslovaco Josef Venglos de "braço ao peito" (!), com o "gigante" guarda-redes húngaro Katzirz atrás, seguidos do capitão Manuel Fernandes, Oliveira e Jordão, o famoso e temível trio atacante dos "leões".
A equipa leonina alinhou da seguinte forma: Katzirz, Gabriel, Zezinho, Virgílio e Mário Jorge; Lito, Kostov, Oliveira e Romeu; Manuel Fernandes e Jordão.
Com estas duas derrotas seguidas, o Sporting começava cedo a perder terreno para o Benfica e F.C. Porto, que iriam disputar "palmo-a-palmo" o título até final do campeonato, numa "luta" emocionante entre o sueco Eriksson e o mestre Pedroto. O Sporting acabaria por averbar mais 5 derrotas, terminando a prova a 10 pontos do campeão nacional, o Benfica (52 pontos) e a 7 do 2º classificado, o F.C. Porto (49 pontos).
Josef Venglos não iria, aliás, acabar a época como treinador do Sporting, sendo substituído a duas jornadas do final do campeonato pelo seu adjunto Marinho. Tal desfecho precipitou-se com a derrota (a 7ª na prova) em casa diante do Sporting Braga (1-2), à 28ª jornada.
Uma das equipas-tipo do Sporting da época de 1983-84.
Em cima (da esquerda para a direita): Zezinho, Jordão, Festas, Virgílio, Gabriel e Oliveira.
Em baixo (mesma ordem): Lito, Carlos Xavier, Manuel Fernandes (cap.), Katzirz e Romeu.

2 comentários:

Anónimo disse...

RUI NASCIMENTO:
Vi há poucos minutos no PORTAL SPORTING o resumo do jogo de Alvalade.Curiosamente, o marcador foi o mesmo (Gomes) depois de uma fífia de Venâncio (o Enterras) e o resultado também. Esse treinador (Josef Venglos) foi uma péssima escolha, já para não falar do Katzirz, que tinha uns braços enormes, mas parecia ser desengonçado e mediocre. Ainda só vi resumos de 3 jogos com ele, mas parecia não dar segurança nenhuma à zona recuada. Só aquele jogo de Guimarães (3-4), em que teve culpas nos golos todos... O Venãncio era outro Hugo (o central que joga no Beira-Mar). Era 8 ou 800. Dava com cada fífia! Ainda por cima comprometedora... De vez em quando, lá marcava um golito, quando subia á área contrária. Quando estava concentrado era impecável, fora isso ui! É verdade que pode ter ficado condicionado pelas muitas lesões que teve ao longo da carreira, mas isso não explica tudo!

joaopac disse...

Que excelente blog. Saudações Benfiquistas.