quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Recordações de um "derby" Sporting - Benfica (época de 1987/88).


Realiza-se este fim de semana (domingo, 8 de Fevereiro, pelas 20 horas), no Estádio José Alvalade, o segundo grande "derby" da época de 2014/15, opondo, uma vez mais, os dois históricos e eternos rivais de Lisboa. Trata-se do 81º encontro entre Sporting-Benfica a contar para o Campeonato Nacional da 1ª Divisão. Nos anteriores 80 confrontos, com o Sporting na condição de clube visitado, há a registar 32 vitórias para a equipa leonina, 30 vitórias para a equipa encarnada e 18 empates.
A propósito deste Sporting - Benfica de domingo à noite, a contar para a 20ª jornada do Campeonato Nacional, o Armazém Leonino recorda hoje um outro "derby" referente à já longínqua temporada de 1987/88. O jogo de que vamos falar hoje, referente à 5ª jornada do campeonato nacional da época atrás referida, realizou-se a 26 de Setembro de 1987, num sábado à noite, e foi o "derby" Sporting-Benfica que se seguiu ao dos célebres 7-1 com que o Sporting "brindara" o Benfica na temporada anterior. Desta vez, porém, o resultado e a exibição do Sporting ficaram muito aquém das expectativas, pois para a história do jogo ficou um empate (1-1) e uma exibição pobre do Sporting, sobretudo, na 2ª parte do encontro.


O antigo, inesquecível e saudoso Estádio José Alvalade (1956 - 2003).

À frente do comando técnico leonino estava o treinador inglês Keith Burkinshaw que transitava da época anterior, enquanto que o Benfica havia, algo surpreendentemente, contratado um novo treinador, o pouco menos que desconhecido dinamarquês, Ebbe Skovdhal. De resto, nem um nem outro chegariam ao fim da época, sendo substituídos, respetivamente, por António Morais e por Toni. No caso do treinador inglês do Sporting, este viria  a ser substituído por António Morais, ainda durante a 1ª volta do campeonato, mais concretamente, à 14ª jornada, a 23 de Dezembro de 1987.
Aquela temporada ficaria também assinalada pela saída, durante o período de defeso, do histórico capitão Manuel Fernandes, o qual, incompatibilizado com o treinador inglês, ingressa no Vitória Futebol Clube, abandonando, ao fim de 12 épocas consecutivas, o seu clube do coração. Com vista a colmatar a saída do grande capitão leonino, o Sporting contrata dois avançados: o brasileiro Paulinho Cascavel, proveniente do Vitória Sport Clube e o inglês Tony Sealy.

A equipa leonina que defrontou o Benfica no "derby" de Alvalade, em Setembro de 1987.
Em cima (da esquerda para a direita): Venâncio (cap.), Duílio, Oceano, João Luís, Vítor Santos e Rui Correia.
Em baixo (mesma ordem): Paulinho Cascavel, Cadete, Tony Sealy, Mário e Silvinho.

Relativamente ao jogo propriamente dito, este acabou por não ter grande história, nem houve grandes incidências dignas de especial registo. Com efeito, este jogo acabou mesmo por ser um dos derbies mais pobres, menos emotivos e menos bem jogados dos últimos anos. Tanto a equipa do Sporting como a do Benfica revelaram pouco ritmo e dinâmica, com os jogadores ainda pouco entrosados entre si, tendo as equipas arriscado pouco, parecendo ambas satisfeitas com o empate e havendo a registar poucas oportunidades de golo de parte a parte ao longo da partida.
O Sporting adiantou-se no marcador à passagem da meia-hora de jogo, por intermédio de Sealy. O Benfica respondeu na 2ª parte, restabelecendo a igualdade aos 66 minutos, através de Tueba. Na 1ª parte verificou-se um ligeiro ascendente do Sporting, mas na 2ª parte o Benfica reagiu em busca da igualdade, conseguindo equilibrar a partida e até superiorizar-se ao seu rival em alguns períodos do jogo. No final, tendo em conta aquilo que se passou dentro das quatro linhas, e atendendo, quer à exibição produzida pelas duas equipas, quer às oportunidade de golo por ambas criadas, o resultado tem de se considerar justo, tendo o empate refletido a verdade do jogo e a pobreza exibicional das duas equipas.
A equipa leonina alinhou num sistema tático em 4x4x2, aparentemente de cariz ofensivo, apresentando dois pontas de lança e dois extremos bem abertos nas alas. No entanto, na prática, a equipa não viria a revelar a toada ofensiva que se esperaria, tendo em conta a constituição da equipa: Rui Correia; João Luís, Duílio, Venâncio (cap.) e Vítor Santos; Cadete, Oceano, Mário e Silvinho; Tony Sealy e Paulinho Cascavel. Na 2ª parte ocorreram as duas substituições: aos 69 minutos, Mário Jorge rendeu Mário e aos 77 minutos Litos rendeu Cadete.
Na edição de sábado (dia do jogo) do jornal "A Bola", aparecia publicada na capa a já habitual e indispensável caricatura de Francisco Zambujal, fazendo a antevisão do "derby" dessa noite. Para tal, o talentoso e genial artista recorreu aos dois treinadores dos rivais de Lisboa para retratar um possível cenário para o jogo, prevendo que o Sporting viesse a jogar ao ataque, assumindo as despesas do jogo, arriscando mais em busca da vitória, uma vez que jogava em sua casa e o Benfica vinha fragilizado do ponto de vista anímico com um mau começo de campeonato, resultante de duas derrotas, diante do Marítimo e do Vitória Futebol Clube.

Keith Burkinshaw lança os leões contra Ebbe Skovdahl.

O tão ansiado e emocionante "derby" Sporting-Benfica de domingo à noite chega, desta vez, à 20ª jornada e todos os adeptos e sócios leoninos esperam e desejam que o Sporting confirme neste jogo tudo aquilo que de bom tem feito até agora, continuando na senda das vitórias e das boas exibições, mas que, sobretudo, vença a partida, pois tal significaria reduzir a desvantagem para apenas 4 pontos em relação ao seu rival da 2ª circular.
Para além da redução dessa desvantagem entre os dois clubes, essa vitória a acontecer daria ainda mais motivação e esperança à jovem equipa leonina, permitindo-lhe continuar na luta pelo título, deixando tudo em aberto daí para a frente, quando ainda ficariam 14 jornadas por disputar até final do campeonato. 
Todos sabemos como os resultados dos "derbies" são imprevisíveis, não havendo, muitas vezes, qualquer lógica em termos daquilo que seria de esperar, tendo em conta a prestação recente das duas equipas. É, pois, sempre difícil prever aquilo que vai acontecer em termos do resultado final de uma partida deste género, embora se possa especular acerca do momento de forma atual das duas equipas e, nesse aspeto particular, pensamos que o Sporting está mais forte e que tem maior probabilidade de vencer o jogo. Se tal acontecer e a vitória for acompanhada de uma boa exibição e por um excelente espetáculo de futebol, com correção e "fair play" dentro e fora das quatro linhas, será "ouro sobre azul"!

1 comentário:

Forcadelta5 disse...

==========================================================

+++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++++

WELL, LET ME ORIENT YOU ON SOMETHING ELSE THE PORTUGUESE DONT WANT YOU TO KNOW ABOUT BUT ENJOY BEING:

===================================================================================

PORTUGAL IS A HIGHLY RACIST AND XENOPHOBIC COUNTRY!

DO NOT SPEND YOUR HARD, EARNED MONEY VISITING THERE,
OR DOING BUSINESS WITH PORTUGAL!!!

PORTUGAL = RACISM 100%

VISIT THESE SITES TO BE INFORMED ABOUT RACIST PORTUGUESE:

http://portugalisaracistcountry.blogspot.ca/

http://portugalisxenophobic.blogspot.ca
=========================================================

ps
THESE GUYS ARE ANTI-BLACK, ANTI-SPANISH, ANTI-ANGOLAN, ANTI-MOZAMBIQUE AND ANTI-BRASILIAN, AND ANTI EVERYTHING ELSE SO WHY WOULD YOU DO BUSINESS WITH THESE PIGS????